Quando menor, enxergamos o mundo de forma diferente

sábado, julho 25, 2015

Quando menor meu pai sempre falava pra eu estudar, não casar, ter meus bens e ser totalmente independente de homem, eu lembro como se fosse hoje, estávamos passeando de carro, pela cidade. Sempre achei meio egoísta, sempre pensei, porque? Quando menor, enxergamos o mundo de forma diferente, vemos o brilho nos olhos dos casais e temos vontade de ao crescer, encontrar alguém que nos complete, mas espera aí, nos completar porque? Se já somos completos por si só? Esse é um dos nossos grandes erros, em achar que devemos procurar a nossa "metade da laranja" e isso nos remete a que? Somos incompletos? Nascemos com algo a menos que deve ser encontrado no próximo para nos completar? Tipo jogo de quebra cabeça?

Ele não estava me passando uma idéia egoísta, hoje vejo que não, como sempre, estava tentando me proteger, mesmo que no fundo soubesse que a chance daquela tentativa dar certo, era muito pequena. Quem que nos dias de hoje não encontra alguém com a capacidade de fazer com que o coração bata mais rápido? Alguém que nos faça tremer apenas com a sua presença, e que na maioria das vezes nem percebe o quanto causam em nós, o quanto é forte o impacto.

É inevitável adiar encontros, evitar paixões e fugir de um relacionamento, precisamos disso, precisamos conhecer as pessoas, deixar que elas entrem em nossa vida e exerçam o papel que estão predestinadas a exercer. Se vão permanecer? Não sei, isso apenas o tempo irá dizer. Agora necessitar de alguém que nos complete? Não, acorde! As pessoas não tem a obrigação de completar outros corações, você deve completar a si mesmo, para que quando alguém chegar, esse alguém tenha a capacidade de transborda-lo.

                   

Leia também

2 comentários